O Brasil é um singelo país continental que recebe os visitantes com carinho único! Belas paisagens e calor humano que fazem a diferença

Por: Vitor Cherulli

Apaixonado por viagens e aventuras, idealizador do projeto 360go, que visa divulgar as atrações turísticas do Brasil.

Desenho do cartão postal do Rio de Janeiro: Cristo redentor, baía de Guanabara e Pão de Açúcar
Brasileiros recebem os turistas de braços abertos

O turista estrangeiro se surpreende com fatos curiosos de nosso povo e território.

Culturas diferentes recebidas de braços abertos resultam em experiências incríveis, às vezes difíceis de explicar.

1- Amabilidade

SONY DSC

Surpreendentemente, o turista logo se encanta com a receptividade dos brasileiros.

Assim que nos conhecem, logo adquirem intimidade surgindo, muitas vezes, uma acolhedora amizade.

O turista logo percebe que brasileiros se entregam com abraços e beijos.

Não apenas em relacionamentos pessoais , como também a mera comemoração de um gol do seu time.

A afetuosidade pública é inegavelmente curiosa ao turista.

Só para ilustrar, o famoso “3 beijinhos” na bochecha “para casar”, uma tradição mineira, não existe em lugar algum.

2- Gentileza e conselhos

Capitólio

O turista que se hospedar modestamente em hostels e pousadas familiares, é tratado como da família e ouve conselhos.

Em outras palavras, recebem dicas eventualmente sobre para onde ir, comidas a experimentar e lugares a se evitar.

Há também os que lhe oferecem conselhos amorosos, onde levar a pessoa amada e os que dão dicas espirituais;

Principalmente, locais místicos e produtos típicos a conhecer, feiras livres onde possa comprar quitutes, ervas e artesanatos locais.

3- Comida boa onde quer que vá

Feijoada

A culinária brasileira é bastante variada e criativa, desde o restaurante mais requintado ao quiosque de rua.

Certamente chegam pensando em caipirinha com feijoada, entretanto, o turista descobre delícias na simplicidade de pequenos lanches.

Intercambistas curtem muito as famosas coxinhas e brigadeiros com guaraná.

O açaí e vitamina de abacate também são surpresas curiosas, pela cor e formato.

O pão de queijo e bolo de fubá acompanhados com café, também remetem à boas memórias.

4- Beleza natural

Beleza natural brasileira

Temos muitos serviços a oferecer e produtos de beleza naturais, tratamentos e cosméticos para pele e cabelos. A depilação brasileira é bem conhecida lá fora. Há também os salões de beleza que se especializam em cabelos afro e que elaboram químicas e tratamentos contínuos de relaxamento e hidratação.

5- A Roça

Fazenda Serra da Canastra Fazenda

O Brasil, em sua maioria, é um país rural, cuja agropecuária é responsável pela sobrevivência de pequenas famílias e importante na balança comercial do país.

O turista que nos visita, e que sai um pouco do litoral para o interior encontra muitos lugares preciosos e rudimentares. 

As propriedades rurais, como fazendas ou sítios, são muito conhecidas como roças. Lugares no interior que até pouco tempo não possuíam luz elétrica ou antenas de celulares.

O turista que visita uma roça encontrará, primeiramente, muita comida típica: broa de milho, pão de queijo, além dos queijos típicos das regiões, assim como doces caseiros e cachaça artesanal para experimentar.

Durante a noite são comuns as festas e exposições agropecuárias, onde se apresentam cantores sertanejos ou mesmo o velho forró ao som de uma sanfona. No inverno, as festas juninas, em homenagem a Santo Antônio, São Pedro e São João, estão por todos os lados, motivadas pelo folclore e a fé do povo.

 6- Paraísos da natureza

Bonito, Mato Grosso do Sul

O Brasil é um país muito grande e por isso apresenta biomas diversos em seu interior que vão desde lagoas escondidas em cavernas a chapadões de pedra. O turista não pode esquecer jamais estar munido de uma boa câmera fotográfica e muita disposição. De tempos em tempos, paraísos são redescobertos por estrangeiros encantados com as paisagens.

7- Artesanato

Artesanato

Expressões artísticas estão em todo lugar, mas no geral são muito divulgadas nas feiras livres das cidades. Há muito o que levar de lembrança ou se preferir, como peças de decoração permanentes para a sua casa. 

O artesanato com pedras como quartzos e ágatas, toalhas bordadas ou de renda feitas à mão e bijouterias de capim dourado não encontrados facilmente em outros países, aqui estão disponíveis em várias regiões. Há também figuras e pinturas típicas representando cenários, animais silvestres e imagens do próprio povo brasileiro em momentos do cotidiano.

8- Literatura

Literatura de Cordel

Para os turistas que quiserem estudar a língua portuguesa, vale a pena acompanhar, quando for tempo de Bienal do Livro ou as típicas feiras do livro que costumam acontecer. Nesses encontros muitos escritores são descobertos, revisitados e discutidas as suas obras. 

Em caminhadas pelo centro das grandes cidades o turista certamente encontrará uma “livraria café”. São lugares especialmente preparados para a leitura de um bom livro acompanhado de um bom café que pode ser servido com lanches.

A criatividade literária é genuína e liberta, vai desde a literatura infantil, passando pela liberdade dos quadrinhos e incluindo as singelas obras de artes presentes na literatura de cordel.

9- Fé e espiritualidade

Salve Yemanjá

O Brasil é conhecido por ser um país de muita espiritualidade, fé e misticismo. O país evoluiu sua crença num jeito próprio de encontrar sua divindade: o sincretismo religioso.

Somos um país colonizado pela fé católica, porém, que encontrou em suas raízes a espiritualidade indígena a qual atribuía seus deuses a elementos da natureza. Somado a isso vieram as religiões africanas, que encontraram similaridades nos santos católicos com os seus próprios deuses. Há também o espiritismo e, em lugares mais remotos, comunidades esotéricas que buscam promover a paz e o equilíbrio espiritual do indivíduo. O turista muitas vezes é convidado a conhecer de perto esses ambientes.

10- Praias remotas

Porto de Galinhas

O litoral é continental, uma área muito extensa. Embora, muitas praias sejam conhecidas e exploradas como polos turísticos, existem lugares ainda pouco habitados ou abandonados por consequência da falência das cidades ou ainda pelas ressacas que assolaram a costa no passado. 

Algumas praias que hoje são conhecidas eram, até pouco tempo, vilarejos inexplorados onde só se encontravam caiçaras e artesãs que viviam da pouca renda e desfrutavam da “quase intocada” natureza à sua volta.

Turistas que passam um bom tempo em terras tupiniquins sentem-se tão à vontade com o clima e as amizades que encontram que acabam absorvendo o jeitinho brasileiro e adotando o país num cantinho do coração!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *