Horizonte Perdido, MG

Resolvemos disputar com o sol para ver quem sairia primeiro naquela manhã de sábado e por incrível que pareça nós ganhamos.

Ainda era madrugada quando saímos para fazermos o que mais gostamos: Nos aventurarmos no mato.  O destino era o Horizonte perdido que fica pouco depois de Araxá, faz parte do Circuito da Serra da Canastra e é um lugar perfeito para um trekking de nível médio.

Horizonte perdido

Como de costume, eu me entrego com total desprendimento para cada lugar que vou, e absorvo no nível mais elevado cada sensação, seja ela uma novidade ou não. Abro um parêntese aqui para ressaltar que há muita sabedoria nesse tão simples ato que é o de se entregar por inteiro à tudo o que se faz. Viver com intensidade o presente e deixar que o amanhã chegue por si só sem preocupações demasiadas.

Horizonte perdido

Vida cheia de vida!!!

Chegamos no local por volta das 08:00 e resolvemos desfrutar de alguns momentos de contemplação sentados na rampa de voo livre que tem ali.

Screen Shot 2015-10-11 at 18.03.34

Melhor companhia não há.


Horizonte Perdido

“Onde há calma observo, onde há alma absorvo.”

Deixe me descrever melhor como é esse lindíssimo lugar:

O Horizonte Perdido é uma fazenda que inicialmente era chamada de Pirapetinga e que no passado produziu muitas riquezas materiais, mas que atualmente empenha se em proporcionar aos visitantes experiências incríveis relacionadas a natureza. Há uma rampa de voo livre no local e um restaurante que oferece refeições tipicamente mineiras e uma vista maravilhosa de parte da Serra da Canastra. O restaurante está fechado até Novembro para reformas então, para quem pretende visitar o local antes disso recomendo que leve um lanche típico de trilha ou opte por comer em Araxá que fica  aproximadamente 30 Km dali.

Mais informações em: Horizonte Perdido

Seguimos adiante rumo à trilha que nos levaria ao mirante, que denominamos “Mirante da Cruz”.

Horizonte Perdido

Caminhando juntos, sempre!

A caminhada é muito agradável apesar do calor e sol forte logo no início da manhã. Roupas apropriadas, muita água e uso abusivo do protetor solar é o que recomendo.

Aquela caminhada em um terreno acidentado e cheio de obstáculos me fez refletir sobre as dificuldades que permeiam o trajeto da minha vida. É uma analogia simples, mas de grande valia: Fica mais fácil acessar o próximo degrau ou o nível seguinte quando nos concentramos tão somente no desafio momentâneo. Deixemos de sofrer por antecedência, de olhar além do que podemos resolver no momento e concentremos em dar apenas o próximo passo.

Horizonte Perdido

Um passo de cada vez…

Após aproximadamente uma hora de caminhada chegamos ao mirante e desfrutamos de momentos maravilhosos com direito a brisa suave e canto dos pássaros.

Horizonte Perdido

Um tempinho para agradecer.


Horizonte Perdido

Asas abertas, sem medo de voar.

Eu adoraria descrever com palavras os sentimentos que fluem em mim em momentos assim, mas não consigo encontrar termos apropriados. Só sei dizer que é uma sensação de paz e contentamento profundo. É um misto de alegria sem tamanho e certeza de estar no caminho certo. Agora, eu fecho os olhos e sinto novamente essa diversidade de sensações me invadindo…

Horizonte Perdido

Minha fé vai além do impossível.


Screen Shot 2015-10-11 at 18.18.19

Palavras são desnecessárias em momentos assim.

Havíamos planejado visitar também a Cachoeira da Ventania nessa viagem, então seguimos em sua direção. Ela fica numa propriedade particular à cerca de 30 km do centro de Araxá, indo sentido Sacramento. Seria minha primeira visita a essa cachoeira, mas ficamos decepcionados quando chegamos ao local e vimos várias placas proibindo a entrada de visitantes. Seguimos pela estrada, mas confesso que fui ficando muito tensa a medida que descíamos, pois as placas enfatizavam que visitantes não eram mais bem vindos. Fomos até a entrada da trilha, mas ela estava toda bloqueada por cercas de arame farpado. Observamos lixo no local e uma placa com mensagem de preservação da natureza derrubada. Deduzimos que provavelmente a proibição se deve ao desrespeito dos visitantes com a natureza.

DSC01418

Fomos saudados por esse pequeno falcão.


DSC01419

haviam muitas placas como esta espalhadas pela propriedade.

Aproveito o ensejo para fazer um apelo e expressar minha indignação em relação as pessoas que visitam locais assim e não têm um pingo de consciência ambiental. Deixam o lixo que produzem, poluem, arrancam galhos das árvores e outras coisas mais que prejudicam a natureza. Saem jogando latas, garrafas e embalagens plásticas pela janela dos carros como se as estradas fossem tambores de lixo. Presenciamos muitas cenas de desrespeito total no percurso da viagem.

Há vários lugares que estão sendo fechados para visitação devido esses indivíduos sem consciência, (me perdoem a expressão) mas para mim esse tipo de atitude deixa claro o tipo de educação que essas pessoas possuem. Sejamos conscientes e ordeiros quando estivermos na natureza para que “portas” não sejam fechadas aos que virão em seguida.

Voltamos um pouco tristes, mas não desistimos de tomar um banho de cachoeira. Então passamos por Nova Ponte (há 60 km de Uberlândia) e nos refrescamos na cachoeira do Rio Claro que é uma das mais lindas da nossa região.

DSC01424

Um pouco de água gelada para lavar a alma.


Screen Shot 2015-10-11 at 18.25.06

<3 <3

Balanço da viagem: Apesar de termos mudado um dos destinos, foi tudo perfeito. Voltamos para casa de corpo cansado, mente tranquila, alma lavada e coração leve.

Saiba mais sobre a cachoeira do Rio Claro em Canyon da Fumaça.

Beijo grande e até a próxima!!!

Screen Shot 2015-10-11 at 18.08.55

Screen Shot 2015-10-11 at 18.30.09

Apaixonado por viagens e aventuras, idealizador do projeto 360go.

Comentários