As 5 maravilhas do Jalapão – TO (Inacreditável)

5
5,0 rating
Baseado em 2 Avaliações
Excelente 100%
Muito Bom0%
Médio0%
Ruim0%
Terrível0%

Jalapão, cidade localizada no estado de Tocantins, conta inúmeras paisagens de tirar o folego. Sendo a ultima coca cola do deserto para quem adora natureza, lá você vai encontrar montanhas de areia alaranjadas, cachoeira em tons de azul, fervedouros, dunas e cânions.

Fiquei encantado. Quero muito ir.

5,0 rating
Ana Paula

Sua Nota

Jalapão, é uma cidade localizada no estado de Tocantins, conta inúmeras paisagens de tirar o folego. Portanto considerado a última coca cola do deserto, para quem adora a natureza, lá você vai encontrar montanhas de areia alaranjadas, cachoeira em tons de azul, fervedouros, dunas e cânions.

Jalapão se encontra no extremo leste de Tocantins, fazendo divisa com Maranhão, Bahia e Piauí. Jalapão possui uma das áreas mais extensas em vegetação nativa do país: o Parque Estadual do Jalapão com 1.589 km², (é maior do que a cidade de SP).

Para conhecer esse cenário, é necessário pegar a TO-050 até o Porto Nacional, em seguida pela TO-255 até Ponte Alta, dai em diante são só entradas de terra.  

Contudo em questão de segurança, devido à dificuldade do trajeto e falta de sinal telefônico é sempre indicado para a aventura um carro 4×4, na cidade é oferecido veículos para alugar.

1º Cachoeiras

Cachoeira da Formiga

Foto Monique Renne

Essa cachoeira é uma das preferidas dos turistas. A Cachoeira da Formiga fica a 35 km de Mateiros. Possui águas cristalinas permitindo ver o fundo de areia calcária, e o tom de verde esmeralda. Com uma queda d’agua de pequeno volume, ela forma uma verdadeira hidromassagem.

Sua temperatura não é supergelada, pelo contrario, é na temperatura exata para espantar aquele calor. Sendo assim é perfeita para quem gosta de praticar mergulho, onde vai conseguir ver as pedras que dá os tons de azuis.

Uma dica para quem não sabe nadar, a cachoeira forma uma deliciosa piscina de água natural e cristalina bem ao lado.

É cobrado ingresso para visitação, o valor por pessoa é de R$20. Sendo assim às estradas para a cachoeira são bem sinalizadas e o trecho de fácil acesso, e o local também conta com área de camping no valor de R$ 30 por pessoa. É recomendado evitar os feriados prolongados para aproveitar melhor o paraíso azul.

Cachoeira da Velha

Cachoeira da Velha
Cachoeira da Velha

Não é permitido tomar banho pela sua extensa queda d’agua de 15m e com 10m de largura, mas é ideal para praticar rafting, esporte para quem gosta de aventura e para conhecer toda a extensão da cacheira.

O rafting tem corredeiras de nível três e quatro.O custo do passeio é de R$ 170 reais, mas para apenas ver a paisagem é grátis.

Mas não se limite apenas em duas cachoeiras, experimente um mergulho no Poço da Cachoeira das Araras, ou as quedas relaxantes da Cachoeira do Rio Soninho Pequena, se quiser quedas maiores a Cachoeira do Soninho Grande é a indicada. Pare também para uma foto, no Cânion do Sussuapara, perto da Ponte Alta, na TO – 255.


Cachoeira das Araras

Cachoeira do Rio Soninho Pequena

Cachoeira do Rio Soninho Grande

Cânion do Sussuapara

Por conseguinte, outro programa que não pode faltar são os fervedouros de Jalapão: são poços de águas cristalinas de onde a água brota com tanta pressão que impede os banhistas de afundarem.

Assim existem fervedouros de vários tamanhos e formatos, cores e intensa flutuação. Atualmente apenas oito está aberto para visitação, mas estima que exista 20 deles em toda a região.

Mas como os poços estão localizados em áreas particulares, o preço para visitação é entre R$ 10 e 25 reais. Uma dica é ir em grupos pequenos e fora de temporada pois é permitido nadar entre quatro e dez pessoas.

1º Fervedouros

Fervedouro Bela Vista

Fervedouro Bela Vista – Fonte: Monique Renne

O Fervedouro Bela Vista é um dos mais famosos poços de água cristalina. Localizado próximo à cidade de São Félix, é considerado o maior entre todos, conta com 15 metros de diâmetro de água transparente.

Portanto esse espaço é um dos mais estruturados em Jalapão. Conta com restaurante no local, área de camping, e em breve terá pousadas. Valor de visita R$ 15 e almoço à vontade, por R$ 35 reais.

Fervedouro da Ceiça

Fervedouro da Ceiça

O primeiro a ser divulgado a público foi o Fervedouro da Ceiça, o fervedouro tem uma bela paisagem, cercado de bananeiras e de fácil acesso. A capacidade de visitante é de dez pessoas, apenas por dez minutos, e com o custo de R$ 20 por pessoa. Aqui não há restaurante, apenas a paisagem, o que já é suficiente.

Outros fervedouros que não pode ficar de fora do seu roteiro são os Fervedouro de Alecrim, Fervedouro do Encontro das Águas, que possui uma enorme potência da nascente, o Fervedouros do Buritizinho, com água extremamente azul e transparente, o Fervedouro dos Buritis e do Rio Sono, possuindo uma linda vegetação bem verde ao redor.

3º Dunas

Dunas de Jalapão

Dunas de Jalapão

Parada obrigatória no roteiro de Jalapão são as Dunas, prepare a câmera. O melhor horário para visitar é ao entardecer, onde o por do sol destaca ainda mais as cores dessas areias. Do alto da duna é possível ver toda a paisagem em formato de deserto em meio ao cerrado. O acesso é gratuito e aberto até às 18h.

4º Paisagens incríveis

Pedra Furada

Pedra Furada – Foto Monique Renne

Local magnífico para ver o por do sol, localizado a 35 km da Ponte Alto do Tocantins, a entrada é gratuita, e perfeito para quem quer guardar uma lembrança da vista. É de fácil acesso com estrada próximo a entrada. Para chegar lá pega apenas uma pequena trilha de cinco minutos, mas para ir mais alto é necessário um pouco mais de esforço, dez minutos de caminhada para chegar ao alto e ter vista do local completo.

5º Bônus

Luz das estrelas em Jalapão

Noite no camping da Korubo – Fonte: Melhores destinos

Até parece mentira, mas em Jalapão, quando o céu está claro, é possível ver a Via Láctea a olho nu. A região não possui iluminação como nas cidades grandes e não atrapalha na observação. Se não tiver programa a noite, esse é um ótimo passa tempo para se divertir. Encontrando o cinturão de Órion, Escorpião e outros grupos de estrelas.

Quando ir a Jalapão?

O turismo em Jalapão acontece o ano todo, mas a melhor época para visitar é entre maio e setembro, época de seca e quase não chove.  Em setembro é quando se poder ver o capim dourado em seu estado natural de beleza pura, porém é bom ter cuidado com as queimadas na mesma época. Nos meses de chuva dificulta o turismo nas trilhas e fervedouros, deixando a terra lamacenta e de difícil acesso com carros.

Confira abaixo essa poesia em forma vídeo sobre Jalapão do canal Um Viajante.

Então gostou do nosso conteúdo? Não deixa de conferir outras matérias relacionadas e escolher um lugar lindo para suas férias.

5 melhores atrações de Bonito, Mato Grosso do Sul
Chapada dos Veadeiros, GO – Relato de um lugar encantador

Comentários