A Serra da Canastra é ótima pra quem quer renovar os ares e passar um feriado prolongado longe da cidade e no meio de muita natureza.

O Parque Nacional da Serra da Canastra fica localizado em Minas Gerais, é considerado por muitos o mais bonito do Brasil. Lá está localizada a nascente do Rio São Francisco, em São Roque de Minas.

Reservar de Camping

A primeira coisa a se fazer é reservar um lugar no Camping, assim, ao chegar ao local basta montar as barracas e descansar. Indicamos o Camping Vila da Canastra no qual existe uma excelente estrutura com banheiros femininos e masculinos, mesa ampla para as refeições, geladeira, fogão à lenha, tomadas e um banco em lugar estratégico para se observar o nascer do sol. Tel: (34) 98818-6366

O valor por pessoa é de 150 reais por dia, porém, fora de temporada cai para 30 reais a diária.

Travessia de bike por toda Serra

Uma das opções é realizar a travessia pelo magníficos vales da serra. Saindo de São João Batista do Glória até a parte baixa da Cachoeira Casca D’Anta dentro do Parque Nacional da Serra da Canastra.

Serra da Canastra em Minas Gerais – Foto: VitorCherulli

Cachoeira do Quilombo

Booking.com

Adiante, há uma descida bastante ingrime e começa então o pedal pelo primeiro vale. Foram 13 km até chegarmos à Cachoeira do Quilombo, mas antes atravessamos o rio que vem da queda d’água, além de uma pequena caminhada, no início por uma trilha e depois margeando o rio.

IMG_7585
Serra da Canastra em Minas Gerais – Foto: VitorCherulli

Cachoeira Da Parida

Essa cachoeira fica a 66 km do Vilarejo e é localizada em propriedade particular. Assim, para visita-la terá que desembolsar 10 reais. Lá, existem duas quedas e uma trilha que leva a elas. Vale ressaltar que a coloração da água e da vegetação é esplêndida.

É necessário nadar cerca três metros no Poço do Macaco (que é o poço da segunda queda) para chegar à primeira cachoeira e “escalar” uma pequena parede de pedras que dá acesso ao canyon onde está a queda principal.

Cachoeira da Parida – Foto: 360Go

Cachoeira do Fundão

Visitar a cachoeira tem sido um tanto difícil. As estradas dentro do parque estão bem deterioradas por conta das chuvas e a falta de manutenção.

Então em certo ponto da estrada é preciso deixar o carro e seguir a pé. O caminho é de 6 km até a cachoeira. São 4,5 km até a fazenda, e mais 1,5 km de trilha razoavelmente fácil, até a cachoeira. Portanto, é bom que esteja determinado e em boa forma física para caminhar até lá.

Trilha para chegar a Cachoeira do Fundão – Foto: 360Go

Cachoeira do João Inácio

Já no caminho de volta a São João da Canastra fica a Cachoeira do João Inácio, também localizada numa propriedade particular e cobrado o valor de 10 reais por visitante. A cachoeira tem uma queda pequena, mas não deixa nada a desejar no quesito beleza. O poço possui três tons de verde, é bem amplo e excelente para mergulho.

Cachoeira do João Inácio – Foto: 360Go

Casca D’Anta

Dali seguimos pedalando por estrada de cascalho que alterna moderadas subidas e descidas por cerca de 10 Km culminando no Morro do Carvão, onde há um mirante do qual já se pode ver o paredão do morro da Canastra com uma “pequena garganta”, visto daquela distância, por onde despenca a Casca D’Anta.

Descendo do Carvão chega-se ao Vale da Canastra e daí em diante prossegue-se por cerca de 8 Km com altimetria plana até a portaria da Casca D’Anta do Parque Nacional da Serra da Canastra. Pagamos a entrada e seguimos dentro do parque margeando o Rio São Francisco por cerca de 2 Km até a base da Casca D’Anta e ali ficamos boquiabertos e estupefatos apreciando tão magnífica obra da natureza. Uma esplendida queda d’agua com 186m de altura que ao tocar o lago promove um barulho que nos estremece de emoção.

Serra da Canastra Minas Gerias – Foto: Vitor Cherulli

Para visitar a Serra da Canastra
Quem leva: a PedaLLa cicloturismo de Uberlândia-MG faz este e outros roteiros para a Serra da Canastra.
Melhor época: de abril a setembro, fora do período chuvoso. Nos meses de chuva os locais ficam de difícil acesso.
Veículo: melhor se for 4×4, veículos de passeio não são recomendáveis.
Precauções: por ser uma região com enorme importância hidrográfica, a Serra da Canastra concentra várias nascentes de rios importantíssimos para o Brasil, e também por isso recomenda-se acompanhamento profissional nas cachoeiras da região, pois constantemente ocorrem “cabeças d’água” também conhecidos como “tromba d’água”.

Seguem algumas dicas para quem deseja se aventurar na Canastra:

Para quem procura sossego total o melhor período para acampar por lá com certeza não será nos feriados prolongados.

O gasto total  330 reais por pessoa (combustível, camping, alimentação e entradas no parque).

  • Faça reserva na pousada antecipadamente. Pousada da Serra – Mapelli ou Thaís 34 9108 6547 – Whatsapp  ou  34 9902 7832).
  • Tenha um GPS ou mapa, facilita muito a viagem.
  • Opte por calçados da categoria adventure, são confortáveis e possuem solado antiderrapante.
  • As roupas devem cobrir o máximo possível do corpo para se proteger do sol, evitar contato direto com o mato e insetos.
  • Levar no mínimo dois litros de água por pessoa e alimentos nutritivos para almoço e lanche, como castanhas, barra de cereal, banana, pão integral, amendoins e torradas.
  • Usar filtro solar fator 50 sem moderação e reaplica-lo a cada três horas.
  • As pessoas que não fazem atividades físicas regularmente devem se preparar, pois há alguns percursos de nível “hard”.
  • Levar saco ou bolsa impermeável para proteger os objetos eletrônicos, pois é quase certo que caia uma “chuvinha” durante as trilhas.

No mais, é abrir o coração e aproveitar o passeio. Vejam sobre outras viagens do 360Go.

Cachoeira Casca d’Anta – Serra da Canastra, Minas Gerais
Chapada dos Veadeiros, GO – Relato de um lugar encantador

Rio São Francisco

O rio São Francisco tem sua nascente histórica na Serra da Canastra, mais precisamente no município de São Roque de Minas e sua primeira grande cachoeira, a Casca d’Anta, com 186 metros de altura, fica no distrito de São José do Barreiro (MG), e seu acesso é feito pela portaria 4 do Parque Nacional, localizada neste distrito.

Outro local perto dessa mesma cidade é a Cachoeira Casca D’Anta, ainda na Serra da Canastra. Por exemplo temos também um vídeo falando somente da cidade de Capitólio.

Pousadas em que fiquei

Todos locais em que fiquei, tem uma ótima estrutura, recepção e atendimento impecáveis.

Para agendar sua estadia na primeira pousada fale com a – Agência Quilombo Turismo 35 3524-1331, empresa que gerencia algumas pousadas na região.

Pousada da Wanda
A segunda pousada em que ficamos a da Wanda, e você pode agendar diretamente com ela pelo telefone 35 9 9997-0057

Quer participar?

Para participar basta agendar diretamente com o Romulo Freitas, pelo Whatsapp (34) 9 9197-6223

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *